logo
Top

Inteligência Artificial e LGPD. Como se adequar?

Prevista para 2021, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrará em vigor, resultando na mudança mais importante em relação à regulamentação de privacidade de dados que provavelmente já existiu no Brasil. Este conjunto de regras e regulamentos passará a reger como as empresas deverão lidar com este que é tido como o ativo mais valioso da era atual: os dados, mais especificamente os dados pessoais.

 

Inteligência Artificial e LGPD

Segundo previsões da Gartner, a privacidade se tornará cada vez mais um diferencial de produtos e serviços, sendo foco de investimento das empresas e estabelecendo-se como fator essencial para impulsionar a transformação digital. Um cenário que também estimula a Inteligência Artificial (IA), com a estimativa de que 40% das tecnologias de compliance em proteção de dados dependerão de IA para serem devidamente implementadas.

 

A LGPD estabelece que todas as organizações que lidam com dados relativos a pessoas deverão cumprir uma série de requisitos. A UniSoma, empresa desenvolvedora de soluções em Inteligência Artificial, já está se estruturando não só para cuidar dos dados que normalmente já gerencia, como também para auxiliar clientes a protegerem os seus.

 

A seguir, apresentamos um panorama sobre a LGPD e, para exemplificar, algumas ações que a UniSoma está tomando relativas às novas regulamentações.

 

LGPD

Inspirada na versão europeia do GDPR (General Data Protection Regulation), a Lei Geral de Proteção de Dados tem como fundamentos estabelecer formalmente a garantia da privacidade, a dignidade e os direitos do consumidor.

 

A Lei é aplicável a qualquer operação de tratamento de dados realizada por pessoa física ou jurídica, pública ou privada, independente do meio e de onde os dados estavam localizados, desde que sejam referentes a uma pessoa. Também traz mais ênfase ao consentimento, dando às pessoas mais controle sobre quais dados e como eles serão utilizados pelas organizações.

 

 

 

Ações da UniSoma

A UniSoma pode assumir tanto o papel de controlador quanto o de operador, de acordo com as circunstâncias. Ela é um Operador em projetos de machine learning e inteligência artificial, quando nutre-se de dados pessoais de clientes do seu cliente, que, neste caso, é o Controlador. Este tipo de atuação demanda que a UniSoma siga o mesmo padrão de controle estabelecido pelo controlador, por meio de um processo bastante transparente e com forte viés de rastreabilidade.

 

Em outro cenário, a UniSoma aparece como Controlador quando trata, por exemplo, de informações pessoais de candidatos a vagas de emprego na própria empresa, ou de dados coletados e armazenados por sua página Web. Qualquer empresa que possui um site precisa disponibilizar uma política clara de privacidade e proteção de dados, com informações sobre o armazenamento de dados capturados do visitante e o posterior uso dessas informações para outras finalidades.

 

Fazer previsões, simular e otimizar ambientes de negócios é o diferencial que a UniSoma entrega a clientes de diferentes segmentos. Muitas vezes, esse tipo de entrega está diretamente relacionado ao uso de dados pessoais e é justamente aí que reside o desafio a partir da entrada em vigor da LGPD.

 

Além disso, a preocupação com a governança dos dados do cliente é uma das missões da área de Data Science da UniSoma. Desde o ano passado a UniSoma tem evoluído a sua plataforma de DataOps para garantir que os modelos sejam construídos sobre premissas de rastreabilidade e monitoramento. Isso possibilita um conceito amplamente discutido no mercado e totalmente aderente a LGPD que é o Accontability, isto é, o acompanhamento do ciclo de vida do modelo de forma contínua e transparente, colaborando para a sua explicabilidade e acurácia.

 

Contar com um parceiro de negócios capacitado, preparado e ciente de todas as obrigatoriedades decorrentes da Lei vai se tornar um requisito ainda mais essencial para o desenvolvimento de projetos e a UniSoma estará pronta para te suportar em qualquer necessidade. Entre em contato com nossos consultores e saiba mais.

 

 Alberto Pereto atua há mais de 20 anos na área de TI, 12 deles em projetos de Advanced Analytics de clientes da UniSoma nos mais diversos segmentos.