logo
Top

Conectando estratégia e operações por meio de um S&OP eficiente

Todo mês, a mesma rotina: equipes de planejamento, suprimentos, produção, finanças, vendas e marketing se reúnem para a famosa reunião de S&OP (Sales and Operation Planning, ou Planejamento de Vendas e Operações). Apontamentos, levantamentos e discussões para a definição de um plano único e integrado de suprimento e demanda para o próximo ciclo. Uma atividade altamente estratégica e que demanda atenção especial, pois se não for feita sob forte alinhamento entre as equipes, o S&OP pode representar prejuízos e queda do nível de serviço.

 

Diante do cenário corporativo de processos complexos e interconectados, é essencial que as diferentes áreas estabeleçam alinhamento e comunicação constantes. Se alguma área muda o plano ou toma uma decisão dessincronizada do todo, pode resultar em desalinhamento, muitas vezes em efeito cascata.

 

A chave para evitar esse tipo de situação está no gerenciamento das intercorrências e compartilhamento dos ajustes de planejamento de maneira ágil, por meio de um S&OP bem estruturado, construído sobre uma base precisa acordada entre as diferentes áreas, e que seja capaz de replanejar as rotas ao longo do percurso, de forma automatizada, sempre que necessário. Confira como isso funciona na prática.

 

O que é S&OP?

Muito mais que um planejamento de demanda e produção de médio e longo prazo, o S&OP consiste numa série de processos estruturados de tomada de decisão apoiados em modelos matemáticos, precisão estatística, gestão de eventos e análises quantitativas. Seu objetivo é integrar o plano financeiro ao operacional, buscando equilibrar oferta e demanda, prever oscilações, aumentar a receita, reduzir custos e alavancar o desempenho de marketing dos produtos.

 

O planejamento de um S&OP é cíclico, o mais comum são os ciclos mensais, mas podem variar de semanais até trimestrais, demandando o envolvimento e colaboração de diferentes áreas. Os dados devem ser reunidos em um mesmo lugar, acessível aos envolvidos, garantindo equidade de informações e foco em um mesmo objetivo. E é através do S&OP que a empresa alinha o seu plano de produção à previsão de vendas, com alto nível de precisão e abrangência, mantendo a consistência entre os níveis estratégico, tático e operacional.

 

Minimizando riscos

Um planejamento de vendas e operações adequado inclui algumas etapas essenciais:

  1. Atualização: os dados devem ser atualizados de forma contínua, informações históricas de vendas devem ser agregadas a outras como previsão de vendas para os próximos meses, estoque atual, capacidades de produção, disponibilidades de matéria-prima, lead times de produção e compra, para que se tenha uma visão geral do cenário interno e externo.
  2. Planejamento de demanda de vendas: baseado no cenário geral encontrado, faz-se o planejamento do que a empresa está disposta a oferecer ao mercado. A qualidade das informações coletadas, principalmente das previsões provenientes do “campo”, assim como a dos modelos estatísticos de predição, fazem muita diferença neste momento.
  3. Planejamento de suprimentos e produção: conforme definições estratégicas da empresa são determinados os níveis de estoque e produtividade, dando suporte ao planejamento de vendas estabelecido na etapa anterior.
  4. Reunião de S&OP: todas as áreas envolvidas com o processo de planejamento da empresa alinham e documentam as ações de produção e demanda, levando em consideração KPIs do negócio e os impactos financeiros das definições.

 

Ferramenta analítica

Uma ferramenta analítica adequada pode ajudar a empresa durante os ciclos de S&OP de diferentes maneiras. Pode, por exemplo, servir de alicerce para definição e acompanhamento das etapas do planejamento, oferecer mecanismos de captura de informações da equipe de vendas, pode trazer inteligência estatística para as previsões e até mesmo ser a grande base que organiza e documenta todas as alterações ocorridas durante o ciclo. As soluções da UniSoma baseiam-se em dois pilares para garantir a qualidade dos ciclos de planejamento: excelência de predição e facilidade de colaboração.

 

Em gerar excelência de predição, a UniSoma parte de uma abordagem investigativa, gerando modelos preditivos mais adequados para cada tipo de negócio, de acordo com as características de mercado que cada item está inserido, considerando um conjunto extenso de diferentes variáveis simultaneamente.

 

O segundo pilar estabelece um ambiente colaborativo entre os diferentes agentes da empresa cuja análise crítica é fundamental para refinar as previsões estatísticas. A ferramenta garante aos gestores o acesso a dados mais confiáveis, já que todos os departamentos envolvidos passam a lidar com a mesma base comum de informações.

 

Além disso, por meio da ferramenta todo o fluxo de planejamento é sistematizado, o que traz robustez e agilidade ao processo. Confira como a ferramenta analítica da UniSoma trouxe mais precisão para o planejamento de demanda para a Flora, divisão de Higiene e Limpeza da J&F Investimentos.

Benefícios

Como resultado, os benefícios são mensuráveis em termos de melhor precisão de estoque, sem excessos; redução dos custos e aumento da capacidade de armazenamento; melhor visibilidade do processo total e agilidade para tomada de decisões inteligentes e aumento do nível de serviço ao mercado, gerando mais satisfação do cliente e consumidor.

 

A estratégia da sua empresa inclui obter vantagem diante de um mercado cada vez mais competitivo, entregar alto nível de serviços aos clientes ou reduzir o seu nível de estoque? As soluções analíticas da UniSoma são construídas de maneira personalizada à sua cultura, contribuindo para tornar o seu processo de S&OP ainda mais robusto e confiável, maximizar os resultados e reduzir custos causados por erros de planejamento. Entre em contato com nossos especialistas.