logo
Top

3 indícios de que está na hora de mudar a forma como sua empresa faz a gestão de dados

A transformação digital que estamos testemunhando nos dias atuais trouxe consigo dois aspectos que nos desafiam constantemente: por um lado, temos o crescimento exponencial da geração de dados e, por outro, a demanda por processar, analisar e tirar proveito deste volume gigantesco de informações. Fica a dúvida: como fazer então, a correta gestão de dados?

 

Provavelmente, sua empresa enfrenta, em algum momento, o desafio de gerenciar e fazer as perguntas certas para processar os dados e transformá-los em informação e conhecimento para a tomada de decisões. Foi pensando nisso que reunimos os 3 principais indícios de que está na hora de mudar a maneira como sua empresa faz a gestão de dados.

 

3 indícios de que você precisa mudar a gestão de dados

 

  1. Armazenamento

O primeiro passo para uma gestão eficaz de dados é a adoção de uma solução de armazenamento eficaz e de longo prazo, a fim de fornecer uma base estável. Por isso, é fundamental analisar aspectos referentes ao armazenamento de dados no seu sistema, como infraestrutura, segurança, escalabilidade e usabilidade.

 

Afinal, dados ocupam espaço e demandam infraestrutura para serem armazenados e sincronizados. Isso requer o investimento em servidores de alta tecnologia e/ou armazenamento em nuvem, com atenção especial para que não fiquem dispersos em diferentes partes do sistema ou se percam por falta de espaço. A segurança é outra questão importante, a fim de evitar acessos não autorizados. Criptografia e execução de uma operação firme e vigilante, atenta às melhores práticas e suportada por parceiros confiáveis, são algumas formas de proteção.

 

Outro ponto de atenção é avaliar se a solução de armazenamento possui a escalabilidade necessária caso haja necessidade de redimensionamento futuro. Além disso, os dados devem ser fáceis de acessar, com interface intuitiva e amigável ao usuário. Finalmente, é importante que haja um trabalho constante de monitoramento e análise para a liberação de espaço de informações antigas em prol do armazenamento de dados atuais e mais relevantes.

 

  1. Precisão de análise de dados

Outro grande desafio de gerenciamento de dados é a maneira como sua empresa vai lidar com o grande volume de informações coletadas e analisá-las para direcionar as estratégias corporativas. É cada vez mais necessário atuar de maneira orientada por dados – também conhecida como Data Driven. Ou seja, utilizar-se de profissionais de inteligência e de análises baseadas em tecnologia da informação como recursos primários para obter informações e estabelecer planejamentos de negócios.

 

Um estudo conduzido pelo Instituto Global McKinsey indicou que empresas orientadas por dados têm 23 vezes mais chances de obter clientes do que empresas que ignoram esta ciência. A diferença é enorme: não se trata de 50% mais, são 2300% mais chances de conseguir novos clientes.

 

  1. Adoção e uso de novas fontes de dados

Há alguns anos, empresas usavam a inovação e a transformação digital para diferenciar-se e permanecer competitivas. Com o crescimento de novas tecnologias, como a Inteligência Artificial (IA) e Internet of Things (IoT), é preciso ir além. Empresas precisam reprojetar processos. A adoção de novos recursos está se tornando cada vez mais imprescindível à sustentabilidade dos negócios, uma vez que viabilizam novos patamares de práticas de inteligência dentro da empresa.

 

Destaque para coleta de dados automatizada e ao acesso diferenciado a informações que permitem construir soluções cada vez mais qualificadas para melhores experiências do cliente. Com a IA, por exemplo, é possível realizar tarefas complexas para resolução de problemas de negócios que antes eram complicados ou extremamente custosas. Já a IoT desempenha um papel essencial na otimização da produção, no gerenciamento de cadeias de suprimento e rastreamento de ativos. Portanto, a adoção e uso de novas fontes disruptivas de dados deixa de ser uma opção para ser uma necessidade à tomada de decisões e à melhoria da experiência do cliente.

 

Nos mais diversos setores, a aplicação de estratégias de otimização de análise de dados está ajudando empresas a terem uma visão completa de suas operações e a se tornarem mais inteligentes, produtivas, lucrativas e melhores em fazer previsões. Consequentemente, passam a tomar decisões mais assertivas e obter melhores vantagens competitivas.

 

Sua organização também pode capitalizar de todo o potencial do advanced analytics para realizar previsões, simular e otimizar os processos nas  tomadas de decisões. Não sem antes montar um planejamento que combine requisitos técnicos, organizacionais e culturais. Requer a definição de uma estratégia, a adoção de métodos e a mudança de comportamento. Parece complexo, mas se você contar com um parceiro experiente e confiável, a execução torna-se viável e acessível. Conheça mais sobre todo o know-how da UniSoma para obter melhores resultados ao seu negócio.