Skip to main content

Quando buscamos a definição de inteligência de mercado em diferentes fontes, praticamente todas convergem para o mesmo ponto. De forma bem sucinta, trata-se de reunir e analisar informações relacionadas a clientes, concorrentes e tendências que sejam relevantes para o negócio em que empresa está inserida ou que se aproximem de uma melhor tomada de decisão.

 

No entanto, mais do que o processo de usar dados para tomar decisões, é preciso levar a discussão um pouco além. Com a forte presença da IA em diversos setores, tem-se observado uma aceleração das ações promovidas pelas equipes de inteligência de mercado.

 

Neste artigo, além de contextualizar o que é inteligência de mercado, vamos trazer exemplos de como este tema, empoderado pela inteligência artificial, tem ganhado ainda mais relevância e agilidade em cinco diferentes aplicações.

 

O que é inteligência de mercado e quais seus benefícios?

 

Inteligência de mercado é o processo sistemático de coleta, análise e interpretação de dados sobre o ambiente de mercado. Inclui informações sobre clientes, concorrentes, tendências do mercado, regulamentações e fatores externos.

 

O objetivo principal é apoiar a tomada de decisões estratégicas, proporcionando uma base sólida de conhecimentos que permita às empresas identificar oportunidades de mercado e riscos potenciais.

 

Essencialmente, inteligência de mercado é uma ferramenta estratégica que combina aspectos da análise competitiva, pesquisa de mercado e análise de dados para fornecer insights que ajudam as empresas a se posicionarem de forma mais competitiva no mercado. Isso envolve não apenas o entendimento do mercado atual, mas também a projeção de tendências futuras e o mapeamento de cenários potenciais para que as organizações possam se planejar e executar suas estratégias com maior eficácia.

 

Entre os principais benefícios da inteligência de mercado, podemos citar:

 

  • Melhores decisões;
  • Identificação de oportunidades de mercado;
  • Mitigação de riscos;
  • Otimização de recursos;
  • Fortalecimento da posição competitiva;
  • Melhoria da experiência do cliente.

 

Qual a origem da inteligência de mercado?

 

A origem da inteligência de mercado remonta à prática da inteligência competitiva e à pesquisa de mercado, ambas com raízes profundas na história do comércio e dos negócios. A ideia de coletar informações sobre a concorrência e o ambiente empresarial tem sido fundamental para as estratégias empresariais há séculos. No entanto, a inteligência de mercado moderna começou a tomar forma mais definitiva com o desenvolvimento e a expansão da internet, do big data e da IA.

 

Ela se desenvolveu a partir da pesquisa de mercado no início do século XX, evoluindo com a introdução da inteligência competitiva na Guerra Fria e transformando-se significativamente com os avanços da tecnologia da informação nas décadas de 1970 e 1980. A globalização e a internet na década de 1990 ampliaram seu alcance, enquanto o big data e a aplicação de tecnologias ligadas a IA, a partir dos anos 2000, elevaram a precisão e a profundidade dos insights de mercado.

 

Portanto, a inteligência de mercado como conhecemos hoje é o resultado de uma evolução contínua de práticas de coleta e análise de informações, impulsionada por avanços tecnológicos e mudanças nas práticas empresariais ao longo do tempo, mas profundamente apoiada em IA nos últimos anos.

 

Entenda como a IA acelera a inteligência de mercado de 5 diferentes aplicações

 

A inteligência de mercado tem um grande potencial de qualificar a tomada de decisão nas organizações, trazendo vantagens competitivas importantes. E, com o uso da inteligência artificial, esse potencial é acelerado. A seguir, destacamos cinco aplicações em que a IA aplicada à inteligência de mercado já vem fazendo a diferença em empresas de diferentes setores.

 

1. Precificação dinâmica

A precificação dinâmica é muito conhecida do grande público por causa do Uber. O aplicativo de transporte mais popular da atualidade costuma apresentar variação nos preços das corridas dependendo de uma série de fatores, como horário, demanda, local, entre outros. Isso tudo é possível graças à aplicação de tecnologias como machine learning e data science.

 

A entrada da IA intensificou a capacidade das empresas de implementar estratégias de precificação dinâmica de forma mais eficaz, acelerando processos como análise de dados em tempo real, além da criação de modelos preditivos de preços, segmentação de clientes e recomendações automatizadas.

 

2. Detecção de fraude

Da mesma forma, a detecção de fraude é outro processo que pode ter valiosos benefícios a partir do uso de inteligência artificial. Com o auxílio da IA, identificar anomalias se torna mais rápido, com menos chance de erros e maior otimização de recursos.

 

A consequência disso é ter equipes menos envolvidas com a detecção de fraudes de forma manual. Isso ajuda o time a direcionar seus esforços para atividades mais estratégicas e focadas nos objetivos organizacionais, sem gastar um longo tempo em evitar perdas.

 

3. Customer analytics

Customer analytics é o processo de coletar e analisar dados sobre os clientes de uma empresa para entender melhor seu comportamento, preferências e necessidades. Não parece algo muito simples e rápido de se fazer, certo? Mas essa realidade também já vem mudando com o suporte da IA.

 

A inteligência artificial ajuda as organizações a agilizarem esse processo de coleta de informações e suas análises de diversas formas: pelo processamento mais rápido de grandes volumes de dados, pelo uso da modelagem preditiva, pelo acompanhamento automatizado de campanhas de marketing, entre outras vantagens.

 

4. Previsão de demanda

Quando se fala em inteligência de mercado, a previsão de demanda não pode ser deixada de lado. Já definimos a previsão de demanda aqui no blog como “o processo de entendimento e quantificação das necessidades do mercado”. No entanto, o que era um processo extremamente manual e complexo, agora vem ganhando cada vez mais agilidade com o auxílio da IA.

 

A redução de estoques, a maior governança das informações organizacionais, níveis de serviço mais altos, diminuição de erros de previsão e de ruptura de atendimento e, ainda, a maior agilidade no processo de previsão de demanda são alguns dos benefícios do uso da inteligência artificial nesta aplicação.

 

5. Segmentação de mercado

A IA permite prever comportamentos futuros, possibilitando a personalização em escala por meio da criação de microssegmentos (ou clusters) mais detalhados. Também pode descobrir novos segmentos de mercado com a identificação de padrões ocultos e integrar dados de diferentes fontes para uma compreensão mais abrangente do mercado em análise.

 

UniSoma: parceria para a inteligência de mercado da sua empresa

 

O uso da inteligência artificial está cada vez mais disseminado em variados setores, com a UniSoma atuando como parceira de grandes empresas nessa trajetória. Inclusive, já escrevemos um conteúdo sobre esse tema — você pode ler aqui.

 

Quer entender como a IA vem impactando a inteligência de mercado e como a sua organização pode ser beneficiada?  Entre em contato com a UniSoma!

Deixe seu comentário