logo
Top

Melhorando a rentabilidade global – Itambé

Como uma ferramenta se torna uma grande aliada para fortalecer a gestão de Supply Chain

 

A Itambé convivia com a falta de integração das áreas na tomada de decisões do planejamento da cadeia de suprimentos, o que afetava diretamente os resultados da empresa. Com baixa visibilidade dos impactos na cadeia e com dificuldade de analisar os trade-offs, a Itambé precisava de uma solução de planejamento integrado. Com a implantação e uso contínuo da solução da UniSoma, a Itambé foi capaz de envolver as diferentes áreas em um mesmo objetivo e melhorar a rentabilidade global da empresa.

 

A Itambé

A Itambé é uma empresa mineira com mais de 67 anos no mercado. É a marca de leite mais lembrada pelos consumidores brasileiros e 10ª marca de consumo do varejo com maior penetração nos lares brasileiros. Possui cinco unidades industriais e transforma, diariamente, 3,5 milhões de litros de leite em um portfólio completo de derivados lácteos contemplando mais de 190 produtos entre leites, iogurtes, requeijões e doce de leite.

A escala de produção da Itambé torna sua cadeia de suprimentos extremamente complexa e o dinamismo do setor de laticínios acrescenta ainda mais criticidade à sua operação. O leite tem vida útil de apenas um dia e seus custos variam quinzenalmente, sendo imprescindível que a empresa tenha velocidade para tomar decisões e se manter competitiva.

Com a ambição de ser mais eficiente e focada em resultados financeiros, a empresa lançou-se no desafio de implementar um planejamento realmente integrado para garantir aos seus decisores maior capacidade de análise e de ação.

 

O desafio

Implantar um planejamento integrado era um desafio tanto do ponto de vista tecnológico como de estrutura organizacional. Sem uma área que coordenasse todas as demandas que afetavam a cadeia de suprimentos, as análises e decisões eram realizadas de maneira independente por cada área. Assim, não eram mensurados os reflexos de cada decisão nos demais elos da cadeia, reduzindo a chance de se tomar uma decisão ótima, que maximizasse o retorno para a Itambé.

Além disso, não existia ferramental que suportasse as análises de maneira automática e centralizada, tornando as decisões muito lentas e pouco confiáveis. Muito tempo era dedicado ao levantamento de dados e à tentativa de integrá-los em uma única planilha de Excel, impedindo a construção de análises de cenários variados pelo planejador.

Com estas limitações, a Itambé não estava conseguindo reagir rapidamente às variações de demanda e de custos do leite e nem ter a visibilidade necessária da sua capacidade de cumprir as metas estabelecidas.

 

 

 

A solução

A fim de transformar o planejamento da cadeia de suprimentos, a UniSoma desenvolveu uma solução de otimização do planejamento integrado da cadeia de suprimentos capaz de prescrever e recomendar os planos táticos e estratégicos da empresa, considerando todas as variáveis e condicionantes do negócio.

Com uma abordagem investigativa, o time da Unisoma se juntou ao da Itambé para desenhar os processos de cada área e ter uma visão completa das decisões que impactam a cadeia, desde a aquisição do leite, até a entrega ao mercado.

Com o engajamento das várias áreas envolvidas (logística, tributos, produção, P&D, compras, materiais, qualidade, controladoria, etc) e com a expertise de negócios dos especialistas da UniSoma, foi possível ter uma visão clara dos fatores que interferem na margem da empresa.

O modelo desenvolvido pela UniSoma é capaz de tratar tanto situações de mercado aquecido (definindo o mix de vendas que maximiza a margem, de acordo com os gargalos de natureza produtiva/logística, por exemplo) quanto situações de demanda reduzida (estudando reduções de custo fixo com desinvestimentos em linhas e mudanças na malha logística, por exemplo). Dessa forma, a solução é capaz de recomendar com confiança e rapidez as melhores decisões para maximizar o retorno global da empresa em diferentes circunstâncias.

Principais características da solução:

  • Suportar decisões de o que produzir, quando produzir, onde produzir;
  • Considerar simultaneamente aspectos de preço, volume de vendas, capacidades e fatores logísticos;
  • Otimizar, de forma integrada, as cadeias de leite e de produtos acabados;
  • Incorporar todos os tributos e benefícios fiscais de cada localidade e cada tipo de produto na otimização;
  • Ser facilmente parametrizável;
  • Possuir Interface amigável para criação e comparação de cenários;
  • Permitir a quantificação dos impactos gerados por mudanças nas premissas e parâmetros dos planos.

Resultados

Com essa nova solução, hoje é possível acompanhar as alterações do mercado, calcular os impactos no planejamento e saber qual a melhor maneira de reagir às alterações para cumprir as metas estabelecidas. Com a integração das decisões da cadeia em uma só ferramenta, os trade-offs ficaram claros, e cada área passou a saber exatamente qual impacto de sua decisão nas demais áreas. Por exemplo, sabem se vale a pena captar mais leite, mesmo a custo spot, e atender mais demandas.

Os planejadores deixaram de ter um papel operacional e passaram a realizar análises estratégicas dos cenários e de trade-offs existentes. Assim, conseguem avaliar hipóteses com muita agilidade e viabilizar reações rápidas para a empresa. Hoje, a Itambé é capaz de mudar sua estratégia comercial em um mesmo mês e em algumas linhas de produtos, como o leite longa vida, é possível reagir dentro de uma mesma semana, garantindo maior competitividade.

Principais resultados:

  • Redução do tempo de geração de cenários de 2 dias para 20 minutos, sendo que os cenários anteriores não eram integrados e agora são;
  • Mudança do papel do planejador de operacional para estratégico;
  • Visibilidade da rentabilidade estimada para cada iniciativa e para cada área;
  • Recomendação do fluxo mais rentável de abastecimento de matérias primas e de distribuição de produtos considerando aspectos tributários e logísticos;
  • Implantação do processo de S&OP com base na ferramenta de planejamento;
  • Centralização e profissionalização da gestão da cadeia de suprimentos com a implantação de uma nova área de planejamento integrado;
  • Maior competitividade por meio da agilidade para reagir aos imprevistos e mudanças no mercado.

“A ferramenta te faz errar menos e deixamos de basear as decisões em feeling. Ajudou a empresa a reagir mais rápido às mudanças e saber qual o impacto real de cada decisão estratégica. É um apoio para reduzir perdas e para evidenciar oportunidades que antes passavam despercebidas. A empresa passou a ter confiança nas ações que vai tomar e todas as áreas se sentem confortáveis com essa ferramenta”.

Julianne Versiani 

Coordenadora de Planejamento Integrado – Diretoria de Suprimentos e Planejamento Integrado